Fisioterapia ao Domicílio Geriatria

 

 

 

A população europeia está cada vez mais envelhecida e os serviços de saúde nacionais não estão a conseguir responder a todas as solicitações pretendidas.

O apoio domiciliário em países europeus como Áustria, Dinamarca e Finlândia, está fortemente desenvolvido e tem muitos bons resultados para o aumento da qualidade de vida dos utentes.

 

O cuidado domiciliário traz imensas vantagens. Lacerda (2001) afirma que para o indivíduo, a proximidade do ambiente familiar acelera o processo de recuperação e evita o deslocamento de familiares para o hospital. As vantagens para os hospitais, relacionam-se com o aumento de ofertas de vagas, devido à maior rotatividade de leitos. Para a família, o fato de poder estar constantemente com o seu familiar e poder trata-lo com toda a atenção possível é uma mais-valia incalculável, muitas vezes até para os profissionais de saúde. Ainda se pode acrescentar como vantagens, o menor risco de infeções hospitalares e do stresse do internamento, para além do atendimento personalizado ser mais facilitado no ambiente familiar.

 

Assim o conceito de Fisioterapia ao Domicílio Geriatria foi elaborado para uma população com mais de 65 anos, que necessita de cuidados em fisioterapia e se encontra incapaz de se deslocar a um serviço de fisioterapia ambulatório.

 

 

Deslocações a lares, domicilio, casas de repouso, instituições para a 3ª idade, etc.